Dos 14mm aos 1200mm (teste a distâncias focais c/várias objectivas)

  • Pequena nota introdutória:
    As fotografias que seguem fazem parte dum teste e visam demonstrar, de forma rápida e intuitiva, a variação entre a aproximação e o ângulo de imagem obtidos a diferentes distâncias focais. A amplitude variou entre extremos tão díspares como os 14mm duma ultra grande-angular aos 1200mm proporcionados por grandes teleobjectivas! As fotografias estão sequenciadas de forma crescente e sucessiva desde os 14 aos 1200mm.
Dito isto, então cá ficam:
(Cliquem nas imagens p/amentar)


14mm


 20mm

24mm


 28mm

35mm

50mm

70mm


105mm


200mm


300mm


400mm


600mm


800mm


1200mm

O teste que esta semana publico não é mais que uma pequena experiência, que por curiosidade decidi fazer e que aqui partilho, de maneira a facilmente comparar e demonstrar a variação da proximidade ao objecto à medida que vamos aumentando a distância focal da objectiva com que fotografamos e bem assim como, de igual modo, varia o respectivo ângulo óptico.
Para fazer esta demonstração foi preciso “perder” mais de 1 hora a trocar objectivas, focar devidamente (focar manualmente, mesmo num tripé estável, com objectivas de distâncias focais superiores a 600mm torna-se um pouco difícil), tirar apontamentos… Um aspecto a ter em conta era o facto de haver necessidade de ser facilmente atingível a diferença entre os resultados obtidos meramente pela visualização das imagens.
Para isso, e para que se tornasse perceptível a demonstração relativa às diferentes distâncias focais, acima apresentada, era necessário que houvesse pontos de referência que facilmente se pudessem comparar. Embora se este teste tivesse sido efectuado num ambiente de paisagem natural as imagens fossem ser mais agradáveis, facto é que um monte ou uma planície pouco variam (por falta de pontos de referência) na forma como preenchem uma fotografia quer seja a distância focal usada de 24m, quer seja de 28mm.
Outro curiosidade é que, após semanas a procurar o melhor local para efectuar este teste, tendo em conta os motivos acima expostos, e considerando ainda que precisava de "algo" que pudesse focar e ter como ponto de referência central para as imagens entre 1 a 2 Km de distância, acabei por fazer este teste de casa! Por um lado até foi bem mais cómodo do que ter de me deslocar com uma panóplia de objectivas até um qualquer lugar!Para cada uma das distâncias focais, relatadas neste teste, foram usadas as objectivas que abaixo descrevo aproveitando, também, para fazer corresponder a cada uma dessas distâncias o respectivo ângulo óptico. Cabe aqui dizer que as várias imagens foram captadas trocando-se de objectivas/teleconversores mas mantendo a mesma distância ao objecto central. Para tal foi usado um tripé que se manteve exactamente no mesmo sítio durante todo o teste.
Distância focal (FX / DX):...Ângulo óptico (FX):...............Objectiva usada:
..........14mm / 21mm.......................114º..........................Nikkor 14-24mm f/2.8 G ED AF-S
..........20mm / 30mm....................... 94º......................................................
..........24mm / 36mm........................84º......................................................
..........28mm / 42mm........................74º..........................Nikkor 28-70mm f/2.8 ED-IF AF-S
..........35mm / 52.5mm.....................62º......................................................
..........50mm / 75mm.......................46º......................................................
..........70mm / 105mm.....................34º 20’.................................................
........105mm / 157,5mm...................23º 20’.....................Nikkor 80-400mm f/4.5-5.6 VR ED AF-D
........200mm / 300mm.....................12º 20’.................................................
........300mm / 450mm......................8º 10’..................................................
........400mm / 600mm......................6º 10’..................................................
........600mm / 900mm......................4º 10’.......................Nikkor 300mm f/2.8 ED-IF AI-S + TC 300
........800mm / 1200mm................................................ Nikkor 80-400mm f/4.5-5.6 VR ED AF-D + TC 200
......1200mm / 1800mm.................................................Nikkor 300mm f/2.8 ED-IF AI-S + TC 300 + TC 200



Ao lado, para melhor compreensão, deixo uma imagem gráfica que ilustra de maneira bem clara a redução de ângulo óptico à medida que se aumenta a distância focal. Desde os 114º da grande-angular (14mm) aos, apenas, duma tele (1200mm).


Facilmente se verifica que as teleobjectivas têm um ângulo de visão muito mais fechado que as objectivas normais ou grande-angulares que, pelo contrário, são aquelas que “captam” uma área mais abrangente de espaço. Como consequência as teleobjectivas transmitem a sensação de aproximação do objecto fotografado enquanto que com as grande-angulares transmitem precisamente a sensação contrária, ou seja, de afastamento do objecto.

A distância focal mencionada é a que é indicada nas próprias objectivas, sendo que no caso concreto, dado o factor de ampliação motivado pelo tamanho do sensor da máquina usada, uma Nikon D200 (DX), temos que, para fazer a equivalência a filme de 35mm multiplicar pelo factor 1,5 — ( 14mm = 21mm; 28mm = 42mm; 50mm = 75mm ..... 1200mm = 1800mm).

A abertura (f/stop) usada nas várias objectivas deste teste foi sempre de f/11 porquanto o mesmo não visa uma comparação de definição, desfoque… ou outra qualquer, mas tão só a comparação das distâncias focais referidas e respectivo ângulo óptico de cada delas (em DX).

Por fim resta dizer que o objecto central das fotografias (pequeno aglomerado formado pelas 6 habitações que se encontram sempre na parte central de todas as fotografias) dista precisamente a 1,5 Km (medidos em linha recta, via GPS) do local de onde foi efectuado este teste.

Ps: Agradecimentos ao amigo Rui Pinto pela cedência da Nikkor 14-24mm f/2.8 G ED AF-S

8 comentários:

Marcos disse...

Caríssimo, preciso de sua ajuda.
Tenho uma D90, faço fotos de surf, a uma distância aproximada em 400 metros. Pergunto: 70 300 da nikkor irá resolver o meu problema? Estou prestes a comprar esta lente, mas a sua informação me será de grande valia. Aguardo seu retorno e desde já agradeço. Muito obrigado. Marcos.

José Loureiro disse...

Olá Marcos.
Pergunta: são mesmo 400 metros de distância…!?
Caso seja mesmo essa a distância mais próxima a que consegue fotografar e caso queira visualizar algum pormenor e não somente “silhuetas humanas”, não!
Na realidade, a essa distância, nem a 600mm conseguirá fotos em que o surfista consiga preencher por completo a imagem…
Mas, partindo do princípio que a distância seja menor (até aí uns 50 metros…) a 70-300mm já lhe permitirá conseguir fotos de maneira a conseguir visualizar alguns pormenores e a que o elemento principal consiga algum destaque na foto.
De qualquer modo, a partir dos 300mm qualquer objectiva Nikkor será bem mais onerosa… Por isso, a solução mais barata passa por aproximarmo-nos o mais possível do que queremos fotografar (sempre que tal seja praticável, claro).
Em alternativa, por uma questão económica e caso a distância seja mesmo grande poderá sempre ponderar as Sigma 150-500mm ou 50-500mm.
Cumprimentos

B@dM@n disse...

cada vez k aki venho, fico com mais vontade de voltar. impecável, acho que até quem n tem uma noção de fotografia compreende perfeitamente.

A minha duvida é a seguinte, com os teleconversores perde-se alguma qualidade de imagem, é um facto mas a diferença de preços compensa a perda? o meu caso em concreto pretendo uma objectiva para desporto, como futebol com jogos também a noite (grande estádio do SC Braga, lol) estaria a pensar na sigma APO 50-500mm F4-6.3 EX DG HSM ou na Sigma APO 150-500mm F5-6.3 DG OS HSM, só que talvez as aberturas deixem a desejar um pouco, e os valores são da primeira (+-)1500€ e da segunda (+-) 1000€ (preços NIOBO) eis que me surgiu o seguinte: com um Sigma Tele Conversor APO 2x EX DG (320€ colorfoto) e com uma objectica Sigma 70-200mm/2,8 II APO EX DG Macro HSM (720€ niobo) fico com uma lente bastante razoável (digo eu) com uma abertura constante 2.8
e com um conversor, qual será a abertura da lente com o conversor colocado?? no conjunto quais as vantagens e desvantagens de uma ou outra opção?? existe também este conversor mas é marca branca e n sei se inspira confiança: Teleconversor 2x para Nikon AF
Referência: 6611018 na Niobo 130€
abraços e bons clicks

José Loureiro disse...

Caro,
Primeira questão: Com os teleconversores existente sempre alguma perda da qualidade de imagem. A mais notória reporta-se à diminuição do contraste.
Segunda questão: Os teleconversores funcionam melhor com objectivas “prime” do que zoom…
Terceira questão: Uma objectiva f/2.8 quando usada com um teleconversor de factor de multiplicação 2x ficará com uma abertura máxima de f/5.6.
Quarta questão: vantagens vs desvantagens do uso de teleconversores – pode ver aqui a minha opinião detalhada:
http://joseloureirophotography.blogspot.com/2009/12/teleconversores-teleconvertersextenders.html (copie e cole no browser)
Quinta questão: Os TC’s são objectivas secundárias que, mesmo sendo de boa qualidade e quando aplicados em objectivas também de boa qualidade óptica, fazem perder alguma qualidade de imagem. Por isso, quanto menor qualidade óptica tiverem (quer os TC’s, quer as objectivas em que vão ser acoplados), mais notória será essa perda. Em casos extremos, inclusive, poderão começar a surgir problemas de aberrações cromáticas de difícil recuperação em posterior edição.
Cumprimentos

Misael Jordão disse...

Prezado Loureiro,

Parabéns pela matéria e pela didática perfeita.
Tenho aqui no Brasil uma câmera com crop factor de 1,6. Gostaria eu de saber se consigo enquadrar apenas e todo o rosto de uma pessoa localizada a 150 metros de distância caso utilize uma lente 200mm. Poderia me ajudar?

Atenciosamente,

Misael

Jose Loureiro disse...

Olá Misael
A uma distância de 150 metros de distância nem com uma 600mm conseguiria fotografar. Para fotografar somente um rosto com uma 200mm terá de estar a muito menos distância… Penso que não deve estar a visualizar os 150 metros… a essa distância, a olho nu, nem deve dar para distinguir quem quer fotografar. Mas respondendo à sua questão (ou tentando), penso que no máximo a uns 10 a 15 metros

Anónimo disse...

Olá, muito bom o seu blog. Tenho um D3100 com lente do kit ( 18-55 ). Pretendo comprar uma lente, minha duvida é que gostaria de uma 18-200 mm. Pesquisei Tamrom 18-200 , Sigma 18-250 DC OS HSM ( li que alem do peso para esta camera, ela cobre o botao que libera a lente na D3100) e Nikon 55-200mm ... estão na faixa de preço entre U$$ 200,00 e US$ 400,00 na B&H. Pode me indicar a melhor ( amador => custo x beneficio ) ..... Grato, Cicero.

Jose Loureiro disse...

Cicero
Respondi-lhe já a esta questão noutro "post".