google.com, pub-7013487381499349, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Em Estúdio: Testes com Tamron 10-24mm


 Nikon D300 + Tamron 10-24mm SP AF f/3.5-4.5 Di II
@ 18mm, f/5, 1/25 seg., ISO 200, Modo de Exposição "M", Medição Matricial



Esta semana comecei a efectuar testes com a Tamron 10-24mm. Levei para o Estúdio a 10-24mm e a Nikkor 24-70mm (uma objectiva sobejamente reconhecida pela sua excelente qualidade óptica) para fazer comparativos (@ 24mm) entre uma e outra. Em vez dos tradicionais testes de gráficos, decidi, em substituição, usar uma velha partitura em papel para o efeito.
Depois, pensei... porque não utilizar, também, uma velha Requinta, que estava por perto, para "criar" uma fotografia?!
E voilá! Aqui fica o exemplo duma utilização pouco comum para este tipo de objectivas mas que até pode resultar, face à associação do grande ângulo de cobertura que têm com a pequena distância mínima de focagem que permitem!

Acerca da fotografia não há muito a dizer… é uma fotografia “criada” em estúdio. Duas sombrinhas laterais, uma softbox colocada directamente por cima, um reflector para moldar a luz e eliminar alguma sombra por baixo do instrumento… Enfim, nada de novo… Mas como gosto de “dar” sempre uma dica ou “truque”, a única coisa que posso dizer é que foi também usada alguma iluminação incandescente (lâmpadas tradicionais) de forma a conseguir uma temperatura de cor mais quente (amarelada) para “quebrar” a típica  cor branca da iluminação de Estúdio.
Quanto aos testes, mais tarde falámos...! Para já, o que posso dizer é que ainda falta sair para os testes de “rua” e que vai ser um artigo de opinião extenso!

Primeiras imagens: TAMRON 10-24mm Di II

Nikon D300 + Tamron 10-24mm SP AF f/3.5-4.5 Di II
@ 10mm, f/4, 0.6 seg. (-0,3 Ev), ISO 200, Modo de Exposição "M", Medição Matricial












Como os leitores mais assíduos já sabem, a recente parceria que efectuei com a marca de objectivas TAMRON veio permitir a cedência, por parte daquela marca, de objectivas para testes... A imagem ao lado (não tendo, todavia, qualquer carácter de teste...) é uma das primeiras fotografias que captei um destes dias, pelo anoitecer, na companhia dum amigo durante uma pequena e descontraída volta a pé com a primeira objectiva que me disponibilizaram.
A objectiva em causa, uma 10-24mm (igual à ilustrada na publicidade ao lado), já chegou da Robisa (em Madrid) há vários dias… já tive oportunidade de a fotografar em Estúdio (para um próximo e mais extenso artigo de opinião), mas com alguma curiosidade (confesso) ainda não tinha tido tempo e oportunidade de a usar como gosto de fazer: Em utilização real, a fotografar no terreno...!
Tratando-se duma ultra-grande-angular não levei tripé pois, como é de esperar, mesmo com muita pouca luz e com velocidades de obturação lentas, com este tipo de objectivas, conseguem-se capturas bem definidas. A foto ao lado é um exemplo disso. Neste tipo de objectivas quaisquer sistemas de estabilização de imagem são perfeitamente dispensáveis!

Planadouro | Edição nº 04


Recentemente tenho aqui divulgado uma série de edições de Revistas/Magazines com quem tenho colaborado. Continuando essa tradição, esta semana convido os leitores a ver, ler e... guardar, mais uma revista "On-line": A PLANADOURO nº 4!
(para visualizar em tela cheia, clicar no centro da imagem)

Com um excelente design, estrutura e composição, esta edição de 62 páginas merece sem dúvida uma leitura atenta.
Desde o seu primeiro número, este Magazine, tem tido um percurso em ascensão e é com sincero prazer que, desde essa altura, tenho colaborado com a sua edição.

A Planadouro (para aqueles que ainda não conhecem) é uma publicação em formato de Magazine ("On-line e, também, em edição em papel) da autoria do Centro Internacional de Voo à Vela de Mogadouro que tem como objectivo principal a divulgação da prática do voo em Planadores.

Neste novo número da Planadouro, apresentado no passado Sábado na Biblioteca Municipal de Mogadouro, além dalgumas fotografias foi-me pedido também que relatasse a minha primeira experiência de Voo em Planadores. Pois bem... pág. 58... e lá está!
Mas há muito mais para ler e ver! Desde artigos técnicos da especialidade, divulgação, fotografias...
Com pena, não me foi possível assistir à apresentação em Mogadouro deste nº4 mas aproveito para publicamente dar os parabéns a toda a equipa que a elaborou por mais este magnífico Número!   

Espero que gostem... e divulguem!