Sekonic Litemaster Pro L-478D | Fotómetro digital para Flash e Luz Ambiente



Para variar, falemos hoje de medição de luz. Ou melhor, de fotómetros!
Atualmente todas as câmaras possuem internamente "fotómetro". Portanto, hoje em dia, podemos quase dispensar a utilização destes acessórios. Digo, "quase" porque, efetivamente, as câmaras (independentemente da marca, modelo e gama) não conseguem substituir por completo os Fotómetros externos.
Desde logo, a grande diferença reside no modo como ambos os sistemas efetuam a leitura de luz. Os fotómetros internos das câmaras fazem apenas uma leitura da luz reflectida enquanto que os fotómetros externos conseguem, além desse tipo de leitura, fazer leitura da luz incidente. E, logo aqui, reside uma diferença. Não querendo alongar muito acerca deste assunto (leitura de luz reflectida vs leitura de luz incidente), sabendo que nem todos os objectos refletem a luz da mesma maneira já dá para ter a ideia dos "erros" a que isso pode induzir nos fotómetros que as nossas câmaras possuem.

Porque usar fotómetros?
Em baixo podem ver uma ilustração demonstrativa das diferenças entre Luz Refletida e Luz Incidente. (costuma dizer-se que uma imagem vale por mil palavras. Neste caso, atendendo à qualidade dos desenhos... diria apenas 999! mas penso que dá para perceber...)



Bom, mas, tal como disse, não é sobre isso que vamos falar... (mas talvez fique a ideia para um outros artigo mas completo com exemplos demonstrativos...).

Retomando o artigo e tema de hoje... A Sekonic é uma das mais conhecidas e reputadas marcas de Fotómetros. O modelo que consta de imagem - L-478D - não sendo uma novidade, continua a ser atualmente o único modelo de fotómetro com funcionamento por "Touch" e com ecrã colorido. Pode não ser uma das características mais importantes num fotómetro mas ajudam ao seu manuseamento, controle e leitura de dados.

Até aqui, do que tenho testado, o modelo é prático e fiável. O ecrã, não se podendo comparar em termos de sensibilidade e resolução aos existentes nas mais modernas versões de telemóveis é, mesmo assim, suficientemente agradável. Quanto à precisão da medição de luz, não tendo feito nenhum comparativo, parece-me que as leitura são... corretas!

As potencialidades deste modelo são inúmeras mas houve uma, em particular, que me cativou e que faz a diferença para outros modelos: a possibilidade de efectuar medições tendo por base a selecção da abertura de diafragma. Genericamente os resultados dos fotómetros assentam na escolha prévia do valor ISO e da velocidade de obturação no que resulta a indicação da abertura a usar. Com este modelo podemos seleccionar o valor ISO e a abertura de diafragma que pretendemos, resultando disso a velocidade de Obturação respectiva a usar! Claro que isto acaba por ser redundante e podemos sempre fazer os respetivos cálculos para obter a solução pretendida. Mas que é muito mais simples e imediato, isso é inegável!

Em Estúdio, quando fotografo produtos (com iluminação contínua), a abertura de diafragma é, quase sempre, o elemento preferencial (basicamente porque utilizo objectivas Macro e o controle da profundidade de campo é primordial), portanto esta possibilidade é muito bem vinda.

O aparelho possui um entrada USB para actualização de firmware e é vendida com um programa (em CD) para transferência de software (pode ser calibrado especificamente para uma ou diversas câmaras).

Do conteúdo da embalagem fazem ainda parte o manual de instruções (apenas uma folha desdobrável com as instruções básicas); um cordel para segurar o fotómetro; um autocolante refectivo para opcionalmente quem quiser colocar no ecrã e uma bolsa semi-rígida para transporte/armazenamento do fotómetro.


Com a Lumisfera retraída para leitura de contraste (2D)

Porta USB para atualizações de Firmware/Software


Tomada para controle de Flash via cabo de sincronização 


De forma resumida, cá ficam as principais características do Sekonic L-478D:
    Medidor de exposição digital com interface "Touch sceen" para a luz ambiente e flash
    Cabeça receptora:
    - Rotação até 90° para a direita, 180° para a esquerda, retrátil para leitura de contraste
    Método receptor de luz:
    - Luz incidente e luz reflectida 
    Receptor de luz incidente:
    - Cúpula (retrátil para leituras de contraste)
    Elemento receptor de luz:
    - Fotodiodo de silicone
    Modos de medição de luz ambiente:
    - Modo Prioridade à abertura
    - Modo Prioridade ao obturador
    - TF medição com prioridade ao obturador + abertura
    - Medição EV
    - Modo Cinema HD: Apresentação de valor f/Stop quando introduzidos os valores de obturação, ISO e frame rate
    - Modo Cinema - FPS: Apresentação de valor f/Stop quando introduzidos os valor de "frame rate",  ISO e amplitude de obturador
    - Medição de brilho simples (pé-Lambert, cd/m2)
    - Medição de iluminação simples (lux, pé-vela)
    Modos de medição do flash:
    - Com e Sem cabo de sincronismo (cumulativo e não cumulativo)
    Intervalo de valores de medição (ISO 100) da luz ambiente:
    - Luz incidente EV-2 a EV 22,9
    Menus:
    - (perfil) de navegação configurável
    - Parâmetros de Exposição e Calibração personalizáveis
    Alimentação:
    - 2 pilhas AAA
    Dimensões:
    57(C)×140(A)×26(P)mm
    Peso:
    143g (c/pilhas) 

    ____________________________

    +
    Medição fiável 
    Facilidade de utilização
    Possibilidade de medição de luz com base na indicação da abertura de diafragma utilizada (e valor ISO)

    -

    Preço elevado
    Visor pouco contrastado para utilização em dias de sol
    Apenas disponível em versões com 3 idiomas - Japonês; Chinês e Inglês (predefinidas e não seleccionáveis via menu)

    4 comentários:

    Anónimo disse...

    Prezado Sr. José, muito bom seu post sobre fotômetros sekonic, gostaria de lhe fazer uma pergunta, se puder responder fico muito grato. pretendo adquirir um fotômetro de mão, olhei este modelo, mas nun curso da eduka, vi um dos fotógrafos colocar a seguinte crítica: que este modelo é bom porém é lento.. O senhor tem a mesma percepção sobre a demora em apresentar a leitura?
    Desde já agradeço pelo retorno

    Atenciosamente, Carlito de Souza

    Jose Loureiro disse...

    Bom, não sei concretamente o que querem dizer com "lento"...
    Os resultados da medição são apresentados de modo praticamente instantâneo no ecrã.
    Será que se referem ao tempo de arranque? A primeira vez que se liga após uma pausa considerável de tempo realmente demora uns segundos.. mas nada de mais.... a quente, até a ligar é quase instantâneo também. Por isso, pessoalmente, não vejo esse inconveniente.

    Carlito de Souza disse...

    Obrigado pela pronta reposta, hoje recebi o meu sekonic L 478D. Realmente a questão da demora na leitura é inexistente. O arranque demora alguns segundos mas nada que comprometa sua usabilidade na minha opinião.

    O que está me esquentando a cabeça é a precisão, pode ser que eu não esteja entendendo direito já que o manual veio todo em inglês e não consegui localizar na internet uma versão em Português do manual.

    Tirei algumas fotos com as leituras de luz ambiente tiradas pelo lite master, muitas das fotos tem saído estouradas ou com 1 acima de luz o que no caso de arquivos raw não é problema mas minha espectativa é que tivesse fotos muito melhor expostas, torço para que seja alguma configuração que ainda não fiz ...

    Não experimentei ainda com os flashes que comprei porque ainda não chegaram (devem chegar ainda esta semana ), pretendo fazer novos testes. Adquiri 3 flashes youngnuo 600ex rt- que somados ao canon 600ex-rt formarão um conjunto de 4 que serão utilizados fora da câmera disparado por rádio.

    Não consegui entender ainda como fazer a medição de luz ambiente + flahs, sei que ele possui esta função mas não entendi como aciona-las. No momento o sr. é a unica referencia que tenho em português para este aparelho da sekonic, caso possa esclarecer as minhas dúvida ficarei imensamente grato.

    Grande Abraço!

    Carlito de Souza disse...
    Este comentário foi removido pelo autor.