Sigma 70-300mm f/4-5.6 DG MACRO










Provavelmente este será um dos artigos de opinião mais pequenos que já escrevi.... Bom, o motivo é que tive somente durante breves momentos esta objectiva nas mãos... Ou melhor, esta até já é a segunda que experimento... mas por pouco tempo.

Na realidade, esta objectiva pertence a um amigo que a adquiriu com vista a usar numa Nikon D200. A primeira que recebeu e que eu experimentei avariou-se-me nas mãos. Tinha a objectiva dois ou três dias....! Dum momento para o outro, pura e simplesmente, o sistema de Auto-focagem (motorização interna) da objectiva "pifou" e deixou de funcionar...! O começo não prometia, mas eis que chegou a segunda Sigma 70-300mm DG Macro e, novamente lá se fizeram uns testes, desta vez , no jardim cá de casa...

Manuseamento:

Esta objectiva é uma das tele até 300mm mais pequena e mais leves que já vi. Aliás o diâmetro frontal (58mm) e o peso são indicadores do seu tamanho. Se por um lado isso poderá ser considerado um aspecto positivo, por outro, complica as coisas quando a pretendemos usar sem tripé acima dos 200mm. O motivo é que, quanto a mim, as objectivas mais pesadas, de certa forma ajudam, quando acopladas nas câmaras, a manter o equilíbrio e a estabilizar o conjunto. E, esta é uma objectiva não dotada de qualquer sistema electrónico de estabilização...
O sistema de focagem (através de motor interno na objectiva) não sendo ultra-rápido é bem mais rápido que o tradicional sistema de focagem através de motor interno da câmara. Quando não avaria... :)


Construção:

Frágil! Não pelo que acima ficou dito (quanto à avaria, pois isso acontece até em objectivas de topo) mas sim porque, quer o material, quer os comutadores aparentam ser frágeis. De qualquer modo há que ter em conta o tipo de público e de utilização (não intensiva) a que esta Sigma 70-300mm se destina. 
Em todo o caso é sempre preferível "poupar" na construção que na qualidade óptica, como de resto é o caso desta objectiva.
Apesar de tudo isso, o anel de montagem (encaixe) na câmara é metálico! Material que as objectivas Nikon mais modestas (infelizmente) não utilizam!











Macro:

A Sigma uma vez mais continua a tradição de dotar as suas teleobjectivas de função Macro. As relações de reprodução ficam-se pelos, já bem bons, 1:2. Ou seja, os objectos fotografados apresentam nos fotogramas metade do seu tamanho real. Esta função Macro é uma espécie de mais valia nesta objectiva mas não substitui uma "verdadeira" objectiva macro pois a distância mínima de focagem e distância focal a que o consegue não facilitam o trabalho para conseguir imagens definitivamente recortadas e contrastadas...





Qualidade óptica (comparativo):

Aqui, tenho obrigatoriamente de começar por dizer que o teste comparativo que efectuei não é de todo justo. Serve simplesmente para elucidar os eventuais compradores duma destas "Sigma 70-300mm" acerca das diferenças que podem verificar face à objectiva que utilizei como referência para o teste e que é considerada como uma das melhores objectivas zoom que conheço quer em termos ópticos, quer de construção: A nikon 80-200mm f/2.8, cuja opinião também pode ser vista aqui (abre em novo link) .
Por isso não fiquem completamente desapontados... como analogia poderia referir que este teste é como comparar um Mercedes (dos caros...) a um qualquer utilitário... :)
A qualidade óptica desta objectiva não sendo nada de excepcional fá-la, pelo menos, valer o preço que custa. Ou seja, as imagens que produz têm um bom nível de saturação pese embora as imagens produzidas não estejam isentas de alguma aberração cromática. Essa situação tende a agravar-se na proporção da distância focal usada. Até aos 200mm a qualidade é aceitável. Acima disso o contraste e o recorte diminuem um pouco.
Uma outra objectiva a ponderar (que conheço e que já utilizei), embora já não seja comercializada, será a Nikkor 70-300mm f/4-5.6 G. A construção não é, de igual modo, das melhores, a focagem demora uma eternidade mas, em termos de nitidez/recorte de imagem, ao que lembro (não fiz agora comparativos) é um pouco melhor. Por falar em focagem, a desta Sigma além de rápida é precisa.




Em suma:

Apesar dos "defeitos" apontados, tendo os potenciais compradores em conta o modesto preço que esta "Sigma 70-300mm f/4-5.6 DG Macro" custa não terão, como costumo dizer, muito que se arrepender pois possivelmente ela valerá mais o que custa...
Uma vez que esta versão é motorizada pode ser usada em câmaras Nikon como: D40; D40x; D60; e as mais recentes D3000 e D5000 (e ainda, claro, em toda a restante gama de câmaras Nikon dotadas de motor interno).
Quem estiver disposto a desembolsar um pouco mais pode optar pela nova versão desta objectiva com estabilização de imagem designada "Sigma 70-300mm f/4-5.6 DG OS SLD" (não tem a função Macro) que é comercializada com encaixes compatíveis com câmaras Sigma, Nikon, Canon, Pentax e Sony. Perde-se a função Macro mas melhoram-se dois aspectos negativos em relação à versão aqui em causa: a falta de estabilização e as aberrações cromáticas. As siglas "OS" e "SLD" representam precisamente essas melhorias (OS= Optical Stabilization e SLD = Special Low Dispersion).

Qualidade Óptica
★★☆☆☆
Qualidade de Construção
★★☆☆☆
Versatilidade
★★★★
Manuseamento
★★★☆☆
Valor
★★☆☆☆

80 comentários:

filipe m. disse...

Caríssimo,

Mais um bom texto, e curiosamente, a reflectir uma situação pela qual passei há uns meses: a escolha de uma "tele" decente sem partir para o abuso de preço (face ao panorama nacional...) das f/2.8...
Após uns meses a utilizar a Nikon 70-300mm f/4-5.6G, e depois de ter olhado seriamente para os modelos da Sigma (tanto o deste teste como o referido no final), acabei por optar por gastar um pouco mais e adquiri a Nikon 70-300mm f/4.5-5.6 VR. A única comparação que posso fazer é dizer que não tem comparação. :)

Quanto à 70-300mm f/4-5.6G, é como diz em relação à Sigma: vale o preço que custa!

Hugo de Macedo disse...

Caro José,

Antes de mais os meus mais sinceros parabéns por este excelente blog. Vou ser um seguidor atento e assíduo.
Tenho uma lente destas e sinceramente, no geral, estou satisfeito com a qualidade e desempenho dela...é como diz, tem uma boa relação preço/qualidade...

Abraço.

José Loureiro disse...

Filipe,
Efectivamente, a Sigma deste teste é, a meu ver, equiparável à Nikkor 70-300mm G. Já não posso dizer o mesmo quanto à Nikkor 70-300mm ED ou à “nova” 70-300mm VR. Estas duas últimas já fazem parte duma “outra guerra” e estão, em termos de gama, um degrau acima… quer em termo de construção, quer em termos ópticos. Mas, lá está, também o preço não é tão baixo nem competitivo como a da série G ou desta Sigma custando cerca de 4 vezes mais. Vai daí, é como diz o Hugo: Vale sim senhor o preço que custa! Que outras teleobjectivas, desta distância focal, se compram por cerca de € 160,00?!
Cheguei a tirar fotografias com uma 70-300mm G que costumava apelidar de “charuto”. Realmente a qualidade de construção deixava muito desejar, era lenta e pouco precisa a adquirir focagem... Mas, ainda hoje em dia, ao ver algumas fotos captadas com ela me lembro que mesmo com uma objectiva de “Kit” se conseguem interessantes fotografias…
E depois, tal como eu disse, não fiquem desapontados com o comparativo porque pura e simplesmente, tal como também referi, ele não é justo! Para a maioria das pessoas que não necessitem dum grau de recorte apurado, nem que necessitem de fazer “crop´s” provavelmente uma destas acessíveis objectivas será suficiente…

filipe m. disse...

Concordo plenamente, e também não podemos esquecer que a Nikon 70-300G foi desenvolvida para ser usada com máquinas de rolo... afinidades à parte, goste-se ou não, os sensores actuais têm maior capacidade de resolução de detalhe do que a grande maioria dos rolos de 35mm, e a facilidade que temos de examinar os resultados em grande detalhe no ecran do computador fazem com que estas objectivas fiquem pior na fotografia do que ficariam há uns anos atrás! ;)

Se recuarmos um pouco e pensarmos no objectivo com que foram concebidas, que seria fornecer aos consumidores "médios" (utilizadores de rolos tipo Fuji Superia / Kodak Gold, e que raramente imprimiam em formatos maiores do que o tradicional 10x15) uma teleobjectiva até 300 mm extremamente barata para complementar as 28-80G/D "kit", então temos que admitir que realmente cumpriram os objectivos. Aliás, para quem tiver algum interesse em fotografia analógica e não quiser gastar rios de dinheiro em material ou carregar verdadeiros monstros pesadíssimos, um kit composto por uma F80 + 28-80G + 70-300G pode ser tudo o que necessitam.

Com isto não quero dizer que os consumidores digitais devem obrigatoriamente pensar que estas objectivas não prestam!, apenas que é mais fácil vizualisar os limites delas no ecran do computador ou impressões em médios e grandes formatos. Se o objectivo final for a impressão 10x15, e com algum cuidado na captura da imagem, essas limitações dificilmente serão notadas.

Já agora, e visto que não pretendo iniciar aqui nenhuma guerra rolo vs. digital ou ser acusado de favoritismos, falta-me só dizer que também possuo e utilizo esporadicamente máquinas de rolo (Nikon F70, F80 e F100), apenas pelo prazer de o fazer! Aliás, a F100 anda quase sempre comigo... ;)

B@dM@n disse...

Viva José, sem sombra de dúvida uma excelente lente para o seu preço, tenho uma e não estou nada arrependido de ter dado valor que custou. no entanto queria fazer um update, e gostaria de uma opinião, estou a pensar na sigma 50-500mm f/5.6-6.3 DG HSM OS ou na 150-500mm f/5.6-6.3 DG HSM, será que a 50-500 vale a diferença de preço??,
Dentro desta gama de preços temos mais alguma possibilidade? o meu receio também é a abertura 5.6-6.3
visto que também a queria usar em desportos, como o futebol, a noite .
abraços

José Loureiro disse...

Quanto às Sigma (50-500mm e 150-500mm) não lhe posso dar uma resposta válida e devidamente fundamentada pois nunca experimentei/testei nenhuma delas.
O que lhe posso dizer, isso sim, é que neste tipo de objectivas de grandes distâncias focais o facto de terem sistemas de estabilização de imagem, ou não, é bem notório e pode fazer diferença… Por isso, visto que uma das “críticas” da anterior versão da 50-500mm era precisamente a isenção de tal sistema, acredito que esta nova versão com estabilização “OS” (Optical Stabilization) valha a tal diferença de preço…
Contudo, as duas objectivas em consideração (50-500mm e 150-500mm) são dotadas de “OS” sendo, ainda assim, a diferença de preço grande entre as duas. Penso que isso se deverá, acima de tudo, à própria construção (que se reflecte na qualidade das imagens produzidas) sendo que a 50-500mm tem mais uma lente e um conjunto óptico, além do facto de ter uma maior amplitude focal.
Depois, a questão da abertura…. É realmente uma abertura máxima pouco luminosa mas tem que pensar que 500mm é uma distância focal grande e para adquirir uma objectiva rápida com a mesma capacidade de ampliação pagaria quase tanto como por um pequeno carro utilitário! E, mesmo nesse caso, f/4 seria o máximo de abertura para uma objectiva de 500mm!
Por isso, esse factor (abertura lenta) terá de ser compensado, neste tipo de teleobjectivas, pelo recuso a algumas técnicas e alguns cuidados… A estabilização, mediante a um bom sistema de suporte (tripé) é um dos maiores cuidados que devemos ter. Mesmo assim, para compensar a “tal” abertura lenta, teremos de usar valores de sensibilidade (ISO) mais elevados a fim de “ganhar” mais velocidade de obturação, etc., etc.
Por último, as aberturas máximas, segundo a marca são, no caso da 150-500mm, de f/5 (150mm) a f/6.3 (500mm), enquanto que as da 50-500mm são de f/4.5 (50mm) a f/6.3 (500mm).
Quanto a opções: Desconheço se é para acoplar a uma Canon ou Nikon mas, quer num caso, quer noutro não existem, presentemente, alternativas daquelas marcas… quer a Canon, quer a Nikon só produzem versões de teleobjectivas (a preços competitivos) até aos 400mm. A Canon disponibiliza uma EF 100-400mm f/4.5-5.6 L IS USM e a Nikon a 80-400mm VR que possivelmente, dentro dalgum tempo poderá ser substituída por uma 100-500mm VR…??!!
Além disso, que me lembre, existe entre o preço das versões da Sigma que ponderou, a Tamron AF 200-500mm f/5-6.3 IF DI LD que também não conheço muito bem…
Abraço

Tiago Batista disse...

OBJECTIVA canon EF 75-300 III F4-5,6 USM ou a do seu post???


Parabéns pelo excelente blog =)

José Loureiro disse...

Tiago,
não lhe posso responder porquanto nunca usei/testei a Canon que refere...
Obrigado.

giulliasp disse...

Comprei neste final de semana a Sigma 70-300mm F4-5.6 APO DG MACRO, estava fazendo algumas fotografias e aconteceu o mesmo que com a sua, pifou o autofocus da lente. Ela está com aproximadamente 4 dias de uso.
Fiquei decepcionada.

José Loureiro disse...

Pois… tal como referi, robustez não é de todo o primeiro atributo desta objectiva…
No entanto, para a descansar, posso referir que a segunda que testei continua a “rolar” e de boa saúde!

Henrique Albino disse...

Olá José. perfeito trabalho com o Blog!!

estou prestes a realizar a compra de uma lente como essa! trabalho com eventos sociais, mais precisamente na área de casamentos. o que você acha, é um bom negócio eu compra-la para este fim?

José Loureiro disse...

Olá Henrique.
Pessoalmente, dada a sua relativa fragilidade, não acho que a Sigma em causa seja a mais apropriada para um tipo de fotografia intensivo que pretende… Ficaria mais bem servido com um objectiva mais robusta e mais rápida como, por exemplo, uma f/2.8 (...e penso que para o efeito se justifica).
Claro que uma teleobjectiva “rápida” será, certamente, mais cara mas é um investimento que provavelmente diluirá ao longo do tempo e lhe facilitará a captura em muitas circunstâncias!
No entanto, caso o orçamento não dê para mais, poderá ser “um bom negócio”… com as limitações apontadas no artigo.

Anónimo disse...

Conhecem algum limite de utilização com temperaturas baixas para esta objectiva? Isto é, há riscos de possível avaria do motor interno, ou aparecimento de condensação entre os elementos, etc. Estou a pensar levá-la para a neve, na Suiça, e tenho algum receio em ficar com a objectiva danificada.

José Loureiro disse...

É difícil dizer até que ponto um determinado equipamento vai, ou não, “aguentar” certas condições… isso é sempre relativo…
Acima de tudo, mesmo com equipamento mais robusto, designadamente de gama “profissional” o bom senso deve sempre prevalecer no que toca a ter alguns cuidados nos limites a que o expomos!
Apesar de ser certo que esta Sigma 70-300mm DG não se enquadra na gama de objectivas a que podemos chamar de robustas e seladas, ainda assim, mesmo que usada, em zonas de neve, em condições “normais” deverá suportar essa utilização! Por outras palavras, não vai andar com a objectiva coberta de neve, não é?
Quanto a avarias no motor, tanto pode acontecer a baixas temperaturas como altas. Não me parece que esse seja um factor de terminante ou causador de avarias.
Já quanto à condensação é outra coisa… No entanto, não são as baixas temperaturas que são responsáveis por si só na formação de condensação mas sim as diferenças bruscas de temperaturas e diferentes graus de humidade do ar a que a objectiva está sujeita. Por exemplo, em condições como as que refere, entrar ou sair do carro quente para o exterior e expor a objectiva a essa diferença… Quem usa óculos provavelmente saberá, por experiência própria, aquilo a que me refiro.
Ou seja, deve tentar-se sempre uma adaptação gradual do equipamento ao ambiente evitando “choques” bruscos.
Além do mais, não deve pensar somente na “fragilidade” da objectiva mas também da câmara… ah! E por falar nisso, leve baterias extra pois, essas sim, são o elemento que mais se ressente com as baixas temperaturas! Descarregam imenso!
Goze a viagem e boas fotos!

filipe m. disse...

Em relação às baterias, um dos truques mais mencionados pelos profissionais mais habituados às andanças em baixas temperaturas consiste em manter as baterias extra num bolso interior do casaco / camisa, o mais próximo possível do corpo. Mantendo-as numa temperatura mais quente prolonga a vida útil destas, podendo inclusivamente restaurar alguma vida às baterias que a máquina considera já estarem esgotadas.

Helena disse...

Boa tarde, só agora descobri este forum e vou aproveitar para pedir um conselho aos entendidos em fotografia: Tenho uma nikon D60 com a objectiva original 18-55. Estava a pensar adquirir a objectiva Sigma 70-300 para poder fotografar a minha filha em actividades desportivas dentro de pavilhão, onde não posso utilizar flash. Será que esta objectiva será eficaz para este efeito? com a objectiva original muitas vezes as fotos ficam pouco nítidas devido à distância e aos movimentos da ginástica! Muito obrigada

José Loureiro disse...

Olá Helena.
Antes de mais, Bem-vinda a este espaço! Em bom rigor, não se trata dum “Fórum” mas antes dum espaço (Blog) pessoal acerca de tudo o que tenha a ver com fotografia…
Respondendo à sua questão:
Efectivamente esta concreta versão da Sigma 70-300mm é uma das objectivas que pode ser utilizada na sua Nikon D60 uma vez que o modelo é motorizado. Relembro, caso pense adquirir uma outra qualquer objectiva, que somente versões motorizadas poderão ser usadas nas Nikon D60!
No entanto, para aplicação concreta à situação que refere aconselho não esta mas antes uma teleobjectiva que possua sistema de estabilização de imagem… coisa que a objectiva do artigo não tem!
Esse sistema de estabilização de imagem permitirá captar fotografias a velocidades de obturação relativamente lentes evitando que as fotos fiquem “tremidas”. Contudo estes sistemas de estabilização não fazem milagres e a melhor maneira de captar fotografias em pavilhões é subindo o valor de sensibilidade – o valor ISO.
A D60 é uma câmara já com algum tempo pelo que também não será muito aconselhável subir esse valor muito acima dos 400 ou 640 ISO… Outra forma de conseguir “aumentar” a velocidade de obturação será escolhendo o programa de exposição de prioridade à Abertura e escolher a maior possível (menor número f/stop).
Tudo isto, usado em conjunto e adaptada a cada situação em concreto é que permitirão captar fotografia em pavilhões evitando os “arrastamentos” e fotos “tremidas”.
Penso que poderá ler algumas dicas úteis acerca deste assunto aqui.
Por último, contrariamente aquilo que pensa, uma coisa tem que ter presente: Quanto maior for a distância focal da objectiva que usar mais dificuldade vai ter, caso não use sistemas de estabilização, em obter fotos devidamente focadas e nítidas…

quimpadeiro disse...

Caros José e demais apaixonados pela arte da fotografia. Desde já agradeço a atenção. O meu caso é caricato, sou um iniciante na fotografia e comprei uma D90 com uma lente 18-105 mm do kit, mas gostaria de ter uma lente para fazer fotografias de aviões e paisagens aéreas visto que sou aeronauta amador. Um amigo sugeriu a Sigma 70-300mm mas pesquisando encontrei a mesma nas mais diversas opções, entre elas:

* Sigma Objectiva 70-300mm F4-5.6 DG Macro
* Sigma Objectiva 70-300 mm F4-5,6 DG Macro motorizada
* Sigma Objectiva 70-300 mm F4-5,6 DG APO Macro motorizada

(...) mas apesar de estar a algumas horas a pesquisar não encontrei definição para as siglas "DG" e "APO". Eu li aqui no vosso blog que ser motorizada é bom, apesar de algumas terem dado problemas como vocês mesmo disseram, mas se algum colega puder por favor exclarecer essa duvida do DG e APO agradeço.

Outra pergunta é com relação ao IS que tenho lido em alguns sitios, que até onde entendi é um estabilizador de imagens. Vocês saberiam me dizer se essas sigma tem IS?

Atenciosamente

Cordeiro

José Loureiro disse...

Caro Cordeiro,
Uma vez que as suas dúvidas são, de igual modo, partilhadas por muitos outros leitores que me tem questionado precisamente acerca do mesmo assunto, resolvi elaborar um pequeno artigo explicando o significado das siglas mais usuais colocadas nas objectivas.
Penso que “não perderá muito tempo” :) e ficará esclarecido. Pode ver o dito artigo aqui.

Jorge Paulo disse...

Boa noite.

Adquiri ha pouco tempo uma Canon 1100 D, EOS, com uma lente 18 - 55
tenho umas lentes antigas MF, Minolta, e li um artigo que com um anel adaptador conseguia dar uso as lentes antigas acopoladas na Canon. Espanto meu quando verifiquei que afinal o anel adaptador apenas transformou as lentes em macros, uma vez que não foca para o infinito.
A minha questão é esta. Há aneis adapatadores que permitam dar uso as lentes antigas ou é preferivel investir de raiz num tele nova tipo sigma 70-300 (uma vez que é mais barata)?
Obrigado

Jose Loureiro disse...

Dependendo dos modelos de câmaras e de encaixes de objectivas é sim “normal” existirem situações em que, quando adicionamos um adaptador, as objectivas deixem de focar ao infinito. Por vezes não é possível sequer focar a pouco mais de 1 metro!
A razão de tal facto prende-se com o aumento da distância entre o plano focal da câmara (sensor) e o primeiro elemento óptico da objectiva.
Nessas situações, para que exista uma compatibilidade de focagem ao infinito é necessário usar anéis adaptadores específicos. Todavia, esses adaptadores, não o fazem da melhor maneira… só conseguem recuperar essa compatibilidade à custa do “acrescento” dum elemento óptico (lente) no anel adaptador. Ou seja além de mais ar entre os elementos passa a existir mais vidro e, por vezes, de pouca qualidade… as consequências são uma perda da qualidade de imagem, designadamente em termos de contraste.

J.Tavares disse...

José, Há grande diferença entre esta Sigma 70-300mm 4-5.6 DG Macro ne a Nikon 55-300mm 4.5-5.6 G ED VR?(O preço da Nikon é cerca do dobro da Sigma)

Jose Loureiro disse...

Há sim alguma diferença de qualidade entre as duas. Não sei é se essa diferença é proporcionalmente ao aumento do preço…

JM disse...

Boas,
Antes de mais muitos parabéns por este excelente blog,
Gostaria se possível de uma opinião, estou a pensar comprar uma teleobjectiva e para o uso que estou a pensar dar, nada profissional sou apenas amador, mas como faço muitas caminhadas e consequentes fotos sinto que uma teleobjectiva me esta a fazer falta.
Agora a minha questão prende-se com o facto de comprar a Sigma Objectiva 70-300 mm F4-5,6 DG OS ou a Sigma Objectiva 70-300 mm F4-5,6 DG APO Macro motorizada.
Ou seja valerá pagar mais 260 euros e comprar a lente com OS e perder na Macro e APO ou não? Obviamente que sei que esta resposta se baseia no facto de obviamente eu querer fazer fotos macro ou não, posso dizer-lhe desde já que não é o meu objectivo, contudo acho uma funcionalidade interessante ao vir já incorporada na lente, outra questão vai para as lentes APO, será que perco muito em comprar a lente com OS visto que não tem lentes APO?
Resumindo em opinião pessoal valerá assim tanto ter o OS na lente pagar mais para o ter e perder as funcionalidades de Macro e lentes APO??? Este tem sido o meu dilema.
Outro pequeno dilema era em vez de comprar a Sigma, comprar a Nikon 55-300 4.5-5,6, mas penso que para efeitos de teleobjectiva e tendo a sigma uns 70mm com F4 em vez dos 55 a F4,5 da Nikon penso que fico melhor servido com a Sigma estarei correcto?

Jose Loureiro disse...

JM,
Se gosta de fotografia Macro esqueça a ideia de adquirir qualquer teleobjectiva zoom com essa designação. A relação máxima de reprodução que as teleobjectivas conseguem é, regra geral, de 1:4. Ou seja, na verdade não fazem Macrofotografia… a verdadeira Macrofotografia é de relações de reprodução de 1:1 ou superior.
Com a Sigma 70-300mm Macro consegue alguma ampliação a custo do uso da máxima distância focal da objectiva e com uma redução da distância mínima de focagem. Isso implica o uso de aberturas de diafragma lentas (a 300mm a Sigma tem a abertura máxima de apenas f/5.6) com a inerente diminuição da velocidade de obturação. Resultado: A menos que use tripé, muitas fotos tremidas!
Dito isto, passemos ao sistema de estabilização. Sim, em teleobjectivas e para quem não queira socorrer-se de tripé, os sistemas de estabilização, em distâncias focais acima dos 200mm valem a pena!
Última questão: Sigma 70-300mm ou Nikkor 55-200mm?
Pessoalmente penso que em termos ópticos a 55-200mm será melhor… mas é só um palpite pois nunca comparei lado a lado as duas. Digo isto por analogia com uma Nikkor 70-300mm G que testei em tempos…

Petit Joe disse...

Acho que é verdadeiramente louvável pessoas a partilhar o seu conhecimento de uma forma séria e credível.
Eu tenho essa mesma lente que comprei em segunda mão, em excelente estado por apenas 110 euros em Fevereiro 2012.
É usada principalmente nos 70mm para fotografias de retrato, até ao máximo de 200mm.
Sempre usada no exterior não sinto realmente falta de maior abertura.
O bokeh é agradável (9 laminas), a acuidade nos 70mm é bastante aceitável (tendo em conta o preço).
Gosto do pormenor das escalas gravadas e do facto de trazer um para-sol.
É usada com uma modesta Canon 350D, a complementar a 50mm f1.8 e a 18-55mm.
Isto para dizer que acho que esta lente foi feita para amadores um pouco entusiastas com um orçamento reduzido, mas que ainda assim procuram completar o seu kit de base.
Concordo com tudo o que foi dito acima.
Quanto ao macro... existem algumas possibilidades desde que não sejam coisas muito pequenas, dá efeitos interessantes graças à sua pequena profundidade de campo.
Já requer algum trabalho e imaginação.
(Talvez com alguns acessórios? Macro não é a minha área.)

Bem haja!

Jose Loureiro disse...

Caro “Petit Joe”
Obrigado pelo seu comentário e por partilhar aqui também a sua opinião!

ileo rezende disse...

Gostei muito deste espaço e as respostas q li, ja me tornei fã... agora pergunto tenho d5100 com kit 18-55mm estava pensado nikon55mm 1.8 nikon 55-200mm e esta sigma em questão 70-300mm - estou comelçando a fazer eventos... grato

Jose Loureiro disse...

Se o preço não for condição limitativa, pessoalmente, aconselharia antes a Nikkor 55-200mm ou a Nikkor 55-300mm.

Anónimo disse...

Bom dia!o meu nome é João e se puder responder,a minha pergunta é a seguinte, eu tenho esta lente sigma 70-300 Apo DG Macro e sera que posso uzar tubos de extençao (http://niobo.pt/shop/phottix-tubos-de-extensao-automaticos-para-canon-p-2892.html)para ter melhores resultados em fotos Macro!? Obrigado pelo tempo dispensado.
João Neves

Jose Loureiro disse...

João, por várias razões, pessoalmente, não acho que seja boa ideia acoplar tubos de extensão à Sigma 70-300mm DG (como, de resto, a qualquer outra objectiva zoom generalista…).
Possível é… mas terá de adquirir tubos de extensão com contactos eléctricos (CPU) ou, doutro modo, não poderá controlar a abertura de diafragma uma vez que a Sigma 70-300mm DG é uma objectiva da série “G” (sem anel de aberturas – a abertura do diafragma é controlada electronicamente pela câmara)
Um dos principais motivos, responsáveis pela minha opinião, é o facto de, mesmo usando tubos de extensão, não conseguir relações de reprodução de 1:1. Depois, esse incremento (conseguido à base duma diminuição da distância útil de focagem) implica a utilização duma distância focal grande associada a velocidades de obturação muito baixas devido à diminuição da entrada de luz… Resultado: Fotos pouco definidas.
Se efectivamente gosta de fotografia Macro (e este é um conselho geral que “dou” a quem se está a iniciar neste tipo de fotografia) opte pela aquisição duma “verdadeira” objectiva Macro. As Micro Nikkor 40mm são relativamente acessíveis, são capazes de reprodução de 1:1 e vão facilitar-lhe muito a vida! A qualidade de imagem será bem superior e poderá considerar a aquisição como um investimento para o futuro! Os tubos de extensão com contactos eléctricos também não são muito baratos… por isso, só completará a outra parte do investimento…
(Atenção que a MICRO NIKKOR 40mm é uma objectiva destinada EXCLUSIVAMENTE a câmaras com sensor de formato DX)

Joao Neves disse...

bom dia! obrigado por a sua resposta, desde ja quero dar-lhe os parabéns pelo excelente blog estou fan!! assim sendo se calhar é mais aconselhavel usar os tubos numa objectiva canon 50mm 1.8 para ter os melhores resultados para macor!? qual a sua opinião?
Obrigado
João Neves

Jose Loureiro disse...

João, ao responder-lhe parti do princípio que possuía uma câmara Nikon… Parece que é uma Canon… Assim sendo, mantendo-se válido tudo o que disse, claro que teria de adquirir uma objectiva Macro da Canon (ou com encaixe da marca)!
Quanto à outra hipótese que considerou: Sim, as “prime” de 50mm são uma das melhores opções para recorrer a tubos de extensão.

ITAMAR PEREIRA disse...

Bom dia LOUREIRO. Acabei de comprar uma D7000 NIKON com lente 18-105mm e estou indo a MIAMI dia 08 ABR 13...gostaria de comprar mais uma lente e estou pensando nessa sigma 70-300 DG....pelo custo beneficio....naum sou profisssional, mas sou um amante da fotografia e estou aprendendo agora as tecnicas. Fiquei em 3. lugar nesse concurso...http://www.funceb.org.br/concurso/vencedores.asp.....com uma CYBERSHOT SONY DSCW530....hehehe....Me da uma dica de lente....

Jose Loureiro disse...

Olá Itamar
Penso que se ler o artigo acerca da Sigma 70-300mm DG bem assim como os comentários acima não haverá muito mais a dizer e ficará esclarecido…

d disse...

Olá, boa Noite. Já agora parabéns pelo blog, tem sido bastante util na minha aquisição de conhecimentos.

Tenho uma duvida/problema (se me conseguir ajudar:)) tenho esta objectiva e adquiri recentemente um filtro polarizador para ela, mas reparo que no viewfinder e no lcd após tirar a foto, estas me apareçem desfocadas e no viewfinder não consigo focar eficazmente, mas mal retiro o filtro as imagens ficam focadas.

será que estou a ser azelha?ou será o filtro (ele nao foi caro)?

cumprimentos

Jose Loureiro disse...

Pode acontecer que esteja a notar uma menor resolução na imagem final… Todos os filtros polarizadores diminuem a resolução final. Se forem de má qualidade, mais notória será esse fenómeno….
Além disso, os filtros polarizadores diminuem a quantidade de luz que chega ao sensor, bem assim, como a que chega ao visor óptico. Se estiver a utilizar um filtro polarizador e velocidades baixas de obturação, o que pode estar a acontecer, sim, é não conseguir fotos nítidas. Muitas vezes confunde-se o conceito de fotos pouco nítidas (tremidas) com fotos desfocadas…
Solução: Subir as velocidades de obturação e/ou aumentar um pouco o valor ISO.

joão bento disse...

José comprei uma Sigma 70-300 DG Macro para uma Nikon D3000 e notei quando fazia o auto focus fazia muito ruido comparado com a lente af-s Nikkor que já possuia e agora passados 3 meses o auto focus avariou,será que já era um indicador que algo não estava bem?

Jose Loureiro disse...

Olá João.
É difícil responder-lhe se o ruído que notava na sua Sigma 70-300 era ou não “normal”. O que lhe posso dizer é que não acho o sistema de focagem deste modelo (Sigma 70-300mm DG) ruidoso ou assim tão diferente do sistema AF-S da Nikon… Mesmo na Nikon, de modelo para modelo de objectiva varia o som… Regra geral, o sintoma que algo está mal (nas Nikkor) começa por um “silvo” ou um ruído algo mais estridente que o normal… não sei se era isso que notava…

Brunna disse...

Olá, acabo de conhecer o blog e fiquei muito contente por ter pessoas mais experientes ajudando e compartilhando seu conhecimento com iniciantes como eu. Parabéns!

Quero fotografar surf e shows. Tenho uma Nikon D5100 + lente do kit. Essa Sigma seria um bom investimento para esse tipo de fotografia??
Me interessei pela distancia focal e valor bem mais em conta.

Jose Loureiro disse...

Sim, em termos de distâncias focais, é uma teleobjectiva de alcance médio mas suficiente para fotografar Surf. Quanto menos não seja, nas proximidades da linha de água. Contudo, como a Sigma 70-300mm DG é uma objectiva relativamente frágil e não é selada, tem de ter algum cuidado com a sua utilização…

Samson F. disse...

Muito bom o texto :D
Só uma duvida, qual voce recomendaria: Sigma 70-300mm ou Nikkor AF-S 55-300mm ED VR?? outra duvida, o uso de filtro é essencial para proteção das lentes?

Jose Loureiro disse...

Sendo, obviamente, uma opinião,esquecendo a questão do preço, optaria pela 55-300mm da Nikon.

Waldemar disse...

Olá Boa Tarde !! Sou o Waldemar e tenho uma Nikon D40 adquirida á 4 Anos na fnac, passado 6 Meses comprei a Sigma 70-300 DG Macro posso garantir que até á um mês atrás nunca tive problemas com ela , fis centenas de fotografias com ela tanto paisagem, macro, aves em voo noturnos etc. posso afirmar que em Borboletas que não se deixam aproximar Libélulas e sem tripé fiz excelente fotos, como posso provar tenho expostas em vários Sits. O que aconteceu foi um problema aqui debatido foi o caso do auto foco que pifou.!Mesmo assim até ao dia 10 de julho 2013 em focagem manual consegui fazer algumas fotos de flores e na mesma sem tripé, no caso das flores e com tripe comando remoto as fotos ficam com uma nitidez parecendo feitas em 3D com os fundos desfocados .Neste momento encontra se a caminho do representante para dar um orçamento se vale a pena reparar, caso o orçamento ser caro fico com ela e passo a trabalhar com o Foco manual, claro que fico restrito ás fotos de aves em movimento, como os tempos correm será difícil comprar outra nova. Com tudo isto aconselho esta lente aos iniciantes amadores ,claro para profissionais eles sabem muito bem o que querem. Parabéns pelo Blog gostei de ler as dicas e assim sendo como dizia no fim de ver as fotos , cada vês gosto mais da minha Sigma!!!!
N: Claro que algumas também ficam tremidas e desfocadas mas como dizem os mestres para se aproveitar uma faz se varias !!!

Jose Loureiro disse...

Waldemar,
Obrigado por partilhar a sua opinião e experiência com a Sigma 70-300mm.

Constança Oliveira disse...

Boa tarde José.
Estou a dar os primeiros passos na fotografia e por isso sou ainda pouco entendida no assunto mas o seu artigo está muito completo, dá para ter uma boa ideia dá objectiva mas se poder esclarecer a minha dúvida, agradeço:
Ofereceram-me esta sigma do artigo mas não estou certa que seja compatível com a minha câmara - Sony alfa 37- porque não aparecem os valores do diafragma no visor e o ponto de foco não fica verde. Sabe-me esclarecer esta questão?
Obrigada

Jose Loureiro disse...

Olá Constança
Sinceramente não me parece tratar-se dum problema de compatibilidade. O que descreve pode dever-se a uma série de factores… Desde uma avaria da objectiva até algo tão simples como uma montagem imperfeita da objectiva na câmara ou falta de contacto entre a câmara e a objectiva… O melhor será passar na loja onde foi adquirida a objectiva e verificar se o problema persiste com a montagem doutra igual…

Waldemar disse...

Olá José !! Como já tinha descrito a minha experiencia com a Sigma 70 300 DG Macro no seu blog , agora estou num dilema que é o seguinte, como sabe a 70 300 pifou no auto foco, mandei para dar orçamento já lá vão 70 dias e nada ,a lente não aparece !? Assim sendo fui informado pela firma que ma vendeu e a quem entreguei para orçamento e a enviou ao representante e importador, que ao fim de 70 dias caso o orçamento não venha nem o representante dê Solução terei direito a uma lente nova, mas eu vi a 50 200 (OS) e fiquei inclinado para esta ultima, pergunto?? Com a sua experiencia acha que fico melhor com a 70 300 DG Macro ou a 50 200 (OS)??? È que vou lá dia 24/09/2013 resolver o assunto e gostava de levar uma ideia de quem tem mais experiencia embora tenha saudades da 70 300 DG Macro. Abraço do Waldemar!!!

Jose Loureiro disse...

Olá Waldemar
Tanto quanto sei a Sigma 50-200mm já foi descontinuada… Portanto, não sei se lhe estão a “trocar” a 70-300mm DG por outra objectiva nova ou não…No entanto, existe desde logo uma diferença. Sendo teleobjectivas, este tipo de objectivas, servem para fotografar objectos distantes. Com a 70-300mm poderá ter mais algum (ainda significativo) alcance do que com a 50-200mm. Ou seja 200m VS 300mm de distância focal máxima. Nem sempre são precisos os 300mm mas isso, cada um, dependendo do que fotografa e a que distância se consegue aproximar do tema, é que deve decidir.
Por último, o preço da 50-200mm é bem inferior ao da 70-30mm…
PS: Desculpas pela demora na resposta mas tem sido impossível responder atempadamente a toda a gente…

Waldemar disse...

Obrigado José nada tem a desculpar!! Em principio devo receber uma nova, se não resolveram o assunto em 70 dias muito menos no que falta para 75 , e semdo assim eu segundo eles receberei uma nova ou o dinheiro , assim sendo estava virado para a Sigma 50-200_(OS)_ ou a Nikor 55-200 VR.Tenho lido uns foruns e fico entre a espada e a parede, a Sigma (OS) tem a baioneta em Metal ,a Nikor (VR) é em plastico!! A Sigma 70 300 eu gosto muito dela fiz fotos fantasticas com ela mas estava com a ideia de mudar!!! A reparação se vier a concretizar se vai para os 63 Euros, ás tantas vou novamente para a Sigma 70-300. Desculpe o tempo que lhe estou a roubar, vai de Coimbra um abraço do Waldemar...

Ana Sofia disse...

Olá José. Tudo bem consigo?
Tenho andado a acompanhar este blog e precisava de umas dicas suas! Sou nova em fotografia e ando a treinar tirando fotos a eventos e coisas do género.

Queria fotografar desportos em pavilhões com a Nikon D5200 + 18-300 3.5 - 5.6 mas estou a ter problemas porque nao consigo congelar muito bem os movimentos e quando consigo, as fotos ficam escuras.

Ando em pesquisas sobre como resolver o problema, que passa por comprar uma objectiva com uma abertura abaixo de f/4 (2.8 ideal) mas que neste momento não é possível.

Consegue dizer-me o que posso fazer para obter fotos minimamente boas com a lente que possuo? Que abertura uso, ISO, etc..

Desde já obrigada!

Jose Loureiro disse...

Sim, o ideal é fotografar com uma objectiva “rápida” ou “luminosa”, com um abertura máxima grande… f/2.8, por exemplo.
No entanto, esse tipo de objectivas são sempre onerosas e pode não compensar a sua compra se não faz regularmente esse tipo de fotografia.
Existem outros “trunfos” que podemos utilizar para compensar a falta de luminosidade da objectiva e evitar exposições demasiado longas. Assim, deve combinar a máxima abertura possível com um valor ISO mais elevado. Dependendo das condições em que fotografa, designadamente da luz ambiente e da câmara que utiliza (ou melhor, da tolerância ao ruído na imagem de cada câmara) deve “puxar” pelo valor ISO até ao possível de modo a obter velocidades de obturação suficientemente rápidas.
Pode ver mais algumas dicas aqui

Ana Sofia disse...

Obrigada pelas dicas José :D

Miguel Neto disse...

Boa tarde,

Tenho uma Nikon 3200 com uma objetiva 18-55mm.

Pretendo comprar uma objetiva com maior alcance e para usar em modo desportivo indoor e outdoor.
O que me diz desta?

Nikon AF-S DX Nikkor 55-300mm f/4.5-5.6G ED VR

http://www.fnac.pt/Nikon-AF-S-DX-Nikkor-55-300mm-f-4-5-5-6G-ED-VR-Objectiva-Objectiva/a326318#ficheDt

Jose Loureiro disse...

Sim, será um complemento à 18-55mm. No entanto, tem de ter consciência que para fotografar desporto em interiores, a abertura máxima da Nikkor 55-300mm (f/5.6 @ 300mm) impõe algumas limitações que devem ser superadas com a utilização de valores de sensibilidade ISO mais altos. Mas, dentro da gama e preço em que se inserem, tal como a 55-200mm, poderão ser boas opções.

Miguel Neto disse...

Boa tarde,

Caro José Loureiro,
Muito obrigado pela opinião.
Permita-me por favor questionar-lhe então, para além das objetivas referidas, qual me aconselha, tendo em vista o uso que pretendo dar?

Obrigado

Jose Loureiro disse...

Antes de mais, nesta questão de compras de objectivas temos sempre que definir um orçamento a gastar… Idealmente deveria optar por uma objectiva “rápida”. Ou seja, com uma abertura de diafragma grande, do género f/2.8. Só existe um problema… esse tipo/gama de objectivas é “caro”.

Miguel Neto disse...

Olá,

Mais uma vez obrigado.
De facto, digamos que o investimento está no limite....

Nesse caso, presumo a Nikon AF-S DX Nikkor 55-300mm f/4.5-5.6G ED VR ser melhor opção, já qute tem uma maior alcance, estou correto?

Terei é de fazer o "jogo" que sugeriu no ISO.

Abraço

Anónimo disse...

ola tenho uma canon 600d e da um erro com a lente tenho uma lente sigma 70-300mm 1:4-5.6 macro e da o erro 001 e nao sei o que fazer alguem que possa mim orientar

Jose Loureiro disse...

Primeiro deve tentar perceber se o erro deriva dalguma anomalia na câmara ou na objectiva. Depois, deve contactar a representação da marca respectiva. Sinceramente não sei… pode ser algo tão simples como uma necessidade de limpeza dos contactos ou outra qualquer anomalia…

Rui disse...

Bom dia tenho uma nikon D3300 com a objetiva Sigma 70-300 f/4-5.6 APO DG Macro (Nikon). Creio que aconteceu algo com a objetiva pois ontem estava a funcionar tudo ok e hoje quando a liguei só funciona no modo manual antes funcionava qualquer modo por exemplo no modo macro e restantes aparece objectiva não fixada e carreguei no botão de interrogação para saber o porque e aparece "verifique a objectiva. Só é possível utilizar objetivas sem CPU no modo manual." o que acho muito estranho visto que ontem ela funcionou perfeitamente não caiu nem nada não fiz nada de errado e hoje acordo e deparo-me com aquele aviso.

Jose Loureiro disse...

Olá Rui
Primeira coisa a fazer:
Verificar se o objetiva está bem montada e se os contactos estão limpos.
Se tudo estiver bem e se continuar a não conseguir focagem automática, então, aconselho a dirigir-se à assistência técnica pois pode ter acontecido o mesmo que eu experimentei na primeira Sigma 70-300mm que testei (bem assim como outros leitores...) e o sistema de motorização ter avariado.

Anónimo disse...

Olá,

Estou prestes a comprar esta lente Sigma 70-300mm f/4-5.6 DG Macro (Sony) A-Mount para a minha Sony Alpha A-58 usada em bom estado por 85€ através da FNAC Markeplace e vejo alguns comentários bons outros nem tanto.
Mas para a minha maquina acha que é boa referente qualidade preço?

Cumpts.
Nuno Freitas

Jose Loureiro disse...

Penso que a minha opinião ficou clara no artigo. Não sendo, em termos de construção e qualidade óptica um exemplo, pelo preço que custa (para quem não for exigente em termos de qualidade e não precisar), não se pode arrepender com a compra.

Pedro Martins disse...

José, pode-me dizer se a lente, igual a esta mas para a Canon, é apropriada para digitais? É que não encontro essa especificação para o encaixe da canon, só se referem ser apropriada mas quando é encaixe nikon. Estou a pensar em comprar uma tele objetiva barata e parece-me que esta é uma boa opção, já que sou amador na área. Tenho o corpo da minha Canon digital ainda com duas lentes da analógica e a tele objetiva está a dar-me problemas, daí precisar de trocar. Obrigado
Pedro Martins

Jose Loureiro disse...

Sim, Pedro. A versão Canon é destinada às atuais câmaras digitais.

... disse...

Ola boa tarde, eu precisava de uma ajuda,tenho uma Nikon D60 e estava interessado em adquirir uma objetiva. Estou interessado na SIGMA 70-300 mm F4-5,6 DG Macro , esta objetiva pode ser usada em que contextos? Retratos? Paisagens?

Jose Loureiro disse...

Sendo uma teleobjetiva zoom, a Sigma 70-300mm adequa-se a uma série de situações e temas fotográficos.
Entre eles poderão estar, também, o retrato e a paisagem. No entanto, isso depende da abordagem.... Isto é, tem sempre de ter em conta que, sendo a distância mínima focal de 70mm, terá que estar suficientemente afastado do objecto a fotografar pois as teleobjetivas destinam-se a efetuar capturas de objetos (ou pessoas) que se encontrem a alguma distância.
As objectivas mais tradicionais para captar grandes porções de cenário (amplas paisagens) são as Grande angulares (do género 10-24mm) e, por sua vez, as distâncias focais de aplicação mais comum para retrato situam-se entre os 50 e os 85mm.

Anónimo disse...

Boa tarde, Sou o Joaquim.

será possível responder-me a uma questão. Tinha uma fisheye sigma 8mm e passado um mês o AF avariou. O problema é que veio outra nova e passadas poucas utilizações o AF dessa avariou também.

Poderá ser problema do corpo da máquina ?

Ficava muito grato se respondesse, estou um bocado aflito.

Jose Loureiro disse...

Joaquim,
Não sei qual a câmara que utiliza mas não me parece que o problema esteja na câmara.. pode, provavelmente, trata-se dum problema de fabrico duma determinado lote. A não ser assim, poderia tratar-se duma problema de firmware mas, nesse caso, a objectiva teria de funcionar noutro modelo de câmara e, mesmo na sua câmara, não deixaria de funcionar se, antes, já tivesse funcionado correctamente.

Anónimo disse...

Muito obrigado pela prontidão de resposta. É no minimo estranho avariarem o foco de duas objectivas iguais. E ambas focavam bem anteriormente (durante meses).começo a pensar que o problema é meu.
Abraço
Joaquim

Pedro disse...

Boa tarde, sr. José.
Vinha por este meio pedir para me esclarecer numa dúvida. Tenho uma Nikon d3300 e gostava de ter uma lente macro mas que nao fosse muito cara. Estive a ver algumas e fiquei na duvida entre estas lentes: Sigma 70-300/4-5.6 DG Macro e Tamron 70-300/4-5.6 LD Macro.
Gostaria de saber qual destas lentes é a melhor, que tira melhores fotos macro ?
Obrigado e aguardo sua resposta.

Jose Loureiro disse...

Boa noite, Pedro
Efetivamente desconheço que tipo de fotografia “Macro” pretende fazer mas as duas objetivas que nomeou não são objetivas Macro. Isto é, possibilitam fotografar com algum “aumento” em relação a outras objectivas mas são teleobjetivas cujo fim é especialmente fotografar objetos/cenários que se encontrem distantes.
Portanto, se a ideia é fotografar perto, com relações de reprodução verdadeiramente Macro (1:1), mais vale optar por uma objectiva específica para esse fim.
Talvez este artigo que pode ver clicando aqui esclareça o conceito “Macrofotografia”.

Cristina Teixeira disse...

OLá Antes de mais obrigada pelo seu artigo.
Sou novata na fotografia que é uma paixão para mim.
Qual a diferença de distância entre a sigma 70- 300 e uma 18 200? Devido a estar sempre ater que trocar de objectiva estou a pensar comprar a 18- 200 mas receio perder muito no alcance do zoom. O que poderia dizer sobre isto? Obrigada e felicidades.

Jose Loureiro disse...

Cara Cristina,
Dos 200 aos 300mm ainda é uma diferença. Proncipalmente no formato DX...
Penso que este artigo pode ajudar:
Teste a distâncias focais – Dos 14 aos 1200mm

Cristina Teixeira disse...

Obrigada vou ver

Reispa disse...

Qual a diferença entre:
Lente Sigma 70-300mm F4-5.6 DG MACRO & lente Sigma 70-300 mm f4-5,6 DG APO MACRO

Estou a pensar comprar e gostaria de uma opinião

Obriagdo

Jose Loureiro disse...

Olá Cristina
A nomenclatura "APO" significa que, pelo menos, duas das lentes utilizadas no conjunto que compõe a objectiva são de baixa dispersão. No fundo, e resumindo, são lentes dotadas de tratamentos/revestimentos ópticos especiais com vista a reduzir ou minimizar as aberrações cromáticas.

White Forest disse...

Boas Jose
Sou um entusiasta de fotografia daí não ser nenhum expert na área, daí ter algumas dúvidas. Tenho uma Nikon D3200 e pretendo comprar uma objectiva que permita ter mais zoom, já que so tenho a 18-55, tendo a ideia de comprar a 70-300. Como não sou profissional pensei nesta 70-300mm f/4-5.6 APO DG Macro Nikon F, mas depois de uma pesquisa na net fiquei com a dúvida se posso ou não tirar fotos em auto foco ou apenas em manual na minha máquina.

Desde já parabéns pelo excelente site :)

Jose Loureiro disse...

"White forest"
Pode, sim, utilizar esta Sigma com a Nikon D3200 (como, aliás, em qualquer câmara DSLR Nikon) uma vez que a objetiva é motorizada. Portanto, não terá qualquer problema e focará automáticamente tal qual a 18-55mm que possui.