Testando a nova plataforma para fotografar com "macro-bellows"...


Nikon D2x + Nikkor 50mm f/1.4 AI + Nikon PK-13 + Nikon PB-6 + Nikon SB-900 (c/difusor) + Nikon SB-26 (1/32 potência c/mini Softbox)
@ 13 seg., f/16, ISO 100

Na foto:
Um insecto pequeno (c/cerca de 5/6mm) fotografado numa relação de reprodução de cerca de 4:1. Foi feito um ligeiro "crop" somente para melhor enquadramento.

Uma das primeiras fotos de teste para apurar a precisão e nitidez de focagem com o Nikon PB-6 montado na plataforma construída para o efeito.
A imagem é uma composição efectuada a partir de 5 fotografias, captadas a diferentes planos, usando o programa "Combine ZP".
Esta é uma daquelas imagens impossíveis de obter somente com 1 fotografia... a profundidade de campo duma só foto, mesmo fechando o diafragma da objectiva ao máximo (maior nº f/stop), não consegue ser suficiente para obtermos nitidez sequer em todo o olho do insecto!
Por isso, foram efectuadas várias fotos, a diferentes planos, para que o somatório delas permitisse mais profundidade de campo.

A iluminação (que ainda não me agrada - mas isso é outro assunto...) é um misto de 3 projectores virados para um tecto branco de maneira a reflectirem a sua luz e ainda os dois flash's acima descritos usados em "Rear Flash".

Em todo o caso os detalhes que se conseguem obter, com a estabilização que esta plataforma permite, são francamente bons... basta atentar ao pormenor das pequeníssimas patas do insecto (para dar uma ideia, o seu tamanho é talvez metade duma cabeça de alfinete!) E era somente essa a intensão deste teste.

7 comentários:

pbl disse...

Teste é um modo de dizer.
A fotografia é fantás.tica

José Loureiro disse...

Obrigado. … a plataforma ajuda.
Agora falta tratar do outro aspecto importante para este tipo de fotografia: A iluminação!
Para temas tão minúsculos a iluminação tem de ser homogénea. De momento, estou a usar iluminação com cerca de 2800K e regulo o equilíbrio de brancos manualmente para essa temperatura de cor. Contudo, para obter melhores resultados, preciso de construir um sistema que permita usar lâmpadas com uma temperatura de cor idêntica à luz emitida pelos flash’s mas que seja contínua. Isso sim irá ajudar ainda mais.
Ideias já há… falta saber se consigo torná-las exequíveis…
Abraço

Sérgio Pontes disse...

As cores estão excelentes

Jaime Henriques disse...

Uma espantosa qualidade de definição. Maravilha !!!
Um abraço

kilsonrj disse...

Fantásticas,,parabéns e por repassar esses dicas maravilhosas,,hoje acertei o lugar de comentar,,aproveitando,uma coisa que é pouco falado,existe uma norma ou tabela para recortar uma imagem macro,no meu caso,faço macro com lente de 105mm com uma nikon,geralmente não tenho como me aproximar o bastante para encher toda a tela,ai o recorte,tem alguma coisa explicando como é feito esse recorte,eu faço da segunda aneiro,tiro pela dimensão da tela,ou seja,,1920x,,,1280x,,800x,,é certo isso?e mais uma vez parabens.

Jose Loureiro disse...

Não sou muito apologista de fazer “crop’s” quando fotografámos em Macro…
Das duas uma: Ou se consegue uma melhor aproximação ou, então, passámos à utilização de tubos de extensão.
No entanto, a Nikkor 105mm permite uma relação de reprodução de 1:1 o que para a maioria das situações de macrofotografia é suficiente…

Kilson Santos disse...

Entendi,então o que faço não é bem certo,vou me reeducar para isso,fazer o máximo de aproximação,tenho tudo extensor,mais formalmente uso pouco preferindo só a lente,Obrigado pela dica.